Quem somos

Somos um laboratório de práticas colaborativas e de produção criativa, artística e cultural. 

Um espaço formativo que acredita no poder transformador de:
A Visionária Lab é uma resposta ao chamado de mudança, uma marca social que - antes de marca - é um ponto de encontro de profissionais criativos com grandes trajetórias e muito a dizer. Um Lab coletivo feito por nóis. É a idealização de Ana Carolina Martins e dos co-fundadores Santi González e João Victor de Oliveira. Com o apoio de pessoas admiráveis que deixaram um grande legado nesta construção: Maria Clara Magalhães, Caio Valverde, Milo Araújo, Monique Ramos, Raissa Araújo, Mirian Maia entre tantas outras pessoas, que colaboraram com suas trajetórias, conhecimentos e experiências.
Nascemos como um coletivo de pessoas pretas, periféricas, corpos dissidentes e plurais, interessadas em pesquisar, debater e pensar novas práticas de atuação como profissionais da cultura, educação e audiovisual. Buscando construir outras formas de produzir que coloquem as pessoas no centro do processo, refletindo novas formas de trabalho. Um território criativo, um lugar para transbordar potencialidades inexploradas e reescrever histórias, gerando oportunidades para melhorar as condições de trabalho.
A Visionária Lab conecta
Como nosso trabalho acontece:
Campanhas para dar luz a estratégias de responsabilidade social
Campanhas institucionais para aproximar marcas de causas
Mobilização de pessoas para ações de impacto social
Branding para produtos, serviços e iniciativas sociais
Estratégias de atuação com causas sociais

Como ele não acontece:
Não entramos em concorrências
Não fazemos campanhas para partidos políticos
Não aceitamos briefings sem foco em impacto social
Não fazemos campanhas para candidaturas políticas (a não ser que a genial Adênia Chloe se candidate à presidência)
Não viramos a noite trabalhando só pelo glamour
Não respondemos o Whats no final de semana (somente para mandar figurinhas novas)
Educomunicação
A educomunicação é uma abordagem que combina educação e comunicação, usando os meios de comunicação como ferramentas para promover a aprendizagem, a expressão pessoal e a transformação social. É uma perspectiva que enfatiza a importância da mídia e busca promover a capacidade crítica e responsável dos indivíduos em relação aos diferentes meios de comunicação. Pode ser aplicada em diversos contextos, como escolas, universidades e organizações da sociedade civil, para promover a participação ativa dos indivíduos na sociedade da informação e do conhecimento.
Direção do Lab



Ana Carolina Martins
É empreendedora social, documentarista, pesquisadora da história e cultura afro-brasileira. Em sua trajetória atuou como profissional de áreas como cinema, comunicação, gestão de projetos, facilitadora de processos formativos e oficinas socioculturais.
Com formação em Marketing e especialização em Inovação Social, atualmente é estudante da pós-graduação em História e Cultura Afrodescendente da PUC-RJ. 
Empreendedora social, co-fundadora da A Visionária Lab, um laboratório de cinema e economia criativa. É atualmente membro da Rise Up, rede de lideranças ativistas global que trabalha com líderes na África, Sul da Ásia, América Latina e Estados Unidos. Por meio do cinema e ativismo social, busca promover o acesso à cultura e educação através de estratégias criativas de impacto que combatam o racismo e outras formas de opressão.
Ao longo de seus 15 anos de carreira desenvolveu atuou em empresas e organizações e liderando projetos, mentorias e palestras para marcas como Ambev, Bytedance, Natura, Netflix, Instituto Ponte a Ponte, Mutato, Indique Uma Preta, Mercado Livre, Imaginable Futures, Be the Earth Foundation, entre outros.
Como Cineasta de documentários assina a direção do longa-metragem Visionários da Quebrada, da Web Série Sinfonias Negras e do curta-metragem DocCidade.



Santiago González, o Santi
É produtor executivo na A Visionária Lab.
Atuou como produtor audiovisual na Warner Media, voltado para produção de conteúdos de Marca em coberturas com transmissão ao vivo de grandes premiações nacionais e internacionais como o Woman Music Awards 2019, Grammy 2020 e o Oscar 2020.
Trabalha há mais de 10 anos com projetos na área de comunicação e cultura. E desenvolve paralelamente um trabalho transdisciplinar entre: Arte, Educação, Psicologia e Ativismo, através de projetos documentais e oficinas artístico-culturais focadas em preservação de memórias, desenvolvimento de narrativas biográficas usando linguagens como o cinema de impacto, a escrita, as artes plásticas, o bordado e experimentações com têxteis.  A partir de um olhar interseccional de raça, classe e gênero com foco na diversidade de identidade de gênero e sexualidade e na produção de artistas Trans. Já ministrou oficinas em espaços como o Sesc Belenzinho e Unesp. É multiartista, estudante de Psicologia pela UniNove, formado em Produção Audiovisual pela FIAM-FAAM e pós-graduado em Arteterapia pela UNESP.


João Victor de Oliveira
Multiartista, criado em Campo Grande - MS, é fotógrafo e especialista em pós-produção, formado em Publicidade e especialização em cinematografia. Pesquisa processos alternativos de construção de imagens e narrativas afro-diaspóricas. Assina a direção, montagem e direção de fotografia de videoclipes, documentários e pesquisa memórias como o documentário “Na Disciplina: Samba e Cidadania” através de imagens que discutem a sociedade e o lugar histórico da população negra como protagonista.
Back to Top